Quero conhecer: Ibitipoca, MG

janela_do_ceu

Conheci Conceição de Ibitipoca pela minha mãe. Ela já foi a pequena cidade duas vezes com amigos e adorou. Estou louca para ir, mas o acesso de ônibus é meio ruim, então a viagem anda só no planejamento! Quero muito conhecer Ibitipoca e vou falar um pouco desse lugar.

A vila de Conceição de Ibitipoca  é bem pequena, com menos de dois mil habitantes nem chega a ser uma cidade de verdade, mas sim um distrito do município de Lima Duarte-MG, na zona da mata mineira. No entanto, por causa da sua proximidade do Parque Estadual do Ibitipoca, acabou ficando mais conhecida e atraindo centenas de turistas de todos os estados, interessados nas várias cachoeiras da região e no clima gostoso do interior, onde as pessoas são amigáveis e o tempo parece passar mais devagar.

Janela do Céu

A vila – que fica no meio das montanhas e por isso é cheia de subidas e descidas – tem apenas algumas ruazinhas com chão de paralelepípedo e poucos carros circulando. Cercada de árvores e com jardins bem cuidados, não tem prédios e o que se vê – além das fofíssimas igrejinhas tipicamente mineiras – são casas baixinhas e coloridas, muitas delas disponíveis para alugar por temporada ou transformadas em lojas de artesanato e restaurantes para os visitantes. A grande graça é o fato de que tudo ainda é bem simples por lá, sem nenhuma pretensão de ser chique ou descolado , o que também influi bastante – e muito positivamente – no preço e na atmosfera descontraída dos lugares.

Parque Estadual de Ibitipoca

A grande estrela de Ibitipoca é mesmo o Parque Estadual do Ibitipoca, que fica a 3km de distância da vila. Situado em uma altitude média de 1.500m e fundado em 1973, aberto para o público diariamente das 7h às 18h, o parque impressiona pela infraestrutura, com trilhas muito bem sinalizadas e cuidadas, limpeza impecável e muita informação disponível no centro de visitantes e na portaria.
Janela do Céu
Isso sem falar, claro, nas atrações principais: as cachoeiras deslumbrantes com água muito limpa e cor de coca-cola, as piscinas naturais, grutas e cavernas enormes, mirantes e picos para quem tiver disposição de fazer trilhas mais longas.  As trilhas sinalizadas levam a paisagens inebriantes, como a Janela do Céu – uma trilha de 16 km – , uma corredeira que segue por um cânion e acaba em uma cachoeira de 20 metros, que despenca de um paredão.
Ibitipoca

 

Circuito das Águas - Ibitipoca
 O parque, entretanto, reserva caminhos mais lights e que conduzem a cenários também encantadores, como o pico do Pião, a Prainha, a gruta dos Viajantes, a cachoeira dos Macacos, o Lago dos Espelhos e o Circuito das Águas.

Informações importantes sobre o Parque

  • O parque tem limite de visitantes, de 800 pessoas por dia nos fins de semana e feriados e apenas 300 em dias de semana. Se for um dia enforcado (por exemplo, o feriado é na terça), às vezes na segunda eles mantêm o limite em 300 (o que não faz o menor sentido), por isso é importante chegar cedo: acontece mesmo de ser barrado na porta e não há muito o que fazer na cidade sem ser ir ao parque e se empanturrar de doces mineiros.
  • A entrada custa R$20 nos fins de semana e feriados e R$ 10 nos dias úteis. Estudante paga meia.
  • Se estiver de carro e for fazer a trilha da Janela do Céu, é legal chegar cedo para parar o carro dentro do parque (só tem 30 vagas no estacionamento), assim você evita andar um bom pedaço do estacionamento externo até o começo da trilha.
  • O parque fica a cerca de 4km de distância da vila de Conceição de Ibitipoca, então é meio tenso ir a pé. Se você não estiver de carro, existem opções de transporte público com vans da vila para o parque, é só dar uma perguntada por lá.
  • Leve bastante filtro solar, óculos escuros, boné, lanches e muita água. Tem trechos das trilhas sob um sol de lascar e, obviamente, nenhum lugar para comprar nada no caminho, só no restaurante do parque mesmo.

Ibitipoca

Post relacionados

Deixe uma resposta